No iníco de 2018 dois mochileiros, Yuri Kuzniecow e Tucker Cochiarella, uniram forças para dar início a um laboratório nômade de experiências sociais chamado Tales4Change, com o objetivo de contar histórias inspiradoras de comunidades em situação de vulnerabilidade extrema. O projeto passou pelo Marrocos, Egito e Quênia antes de ser rebatizado como InSpark Lab, com uma nova proposta. Para entender melhor essa fase inicial, confira o vídeo de lançamento do Tales4Change:

Lançamento Tales4Change

As intervenções sociais em Muchatha

Depois da experiência transformadora e inesperada que a dupla teve na comunidade de Muchata, na região periférica de Nairobi – registrada em vídeos do canal no YouTube – eles evoluíram a proposta da iniciativa, de contadores de história para facilitadores de intervenções em comunidades. 

Para entender melhor os episódios que levaram a esta transição, confira o último da série de três vídeos sobre a comunidade de Muchatha, no qual as primeiras intervenções foram realizadas:

Com a nova proposta em mente e as experiências trazidas pelo primeiro projeto de intervenções realizado pela InSpark Lab, Yuri Kuzniecow escreveu um método de facilitação comunitária que recebeu o nome de Permacultura Social. 

O método foi utilizado para gerar PEAPLE, uma comunidade de base comunitária criada em uma tribo no norte de Uganda. Essa é a cooperativa beneficiada pela atividade da marca Afrikkana, e a história da sua criação é contada no seguinte vídeo:

Criação da Cooperativa que deu origem à Afrikkana

Desde a sua criação, a cooperativa PEAPLE busca o desenvolvimento sustentável da tribo de Nja-Nja e sua região através do resgate de valores, práticas e costumes ancestrais. Acreditamos que a Agroecologia seja o caminho para esse desenvolvimento, e o benefcamento da manteiga de Karité se mostrou como a melhor alternativa para tirar esse sonho do papel. Defendemos um plano de expansão do projeto segundo diretrizes do Shea Nut Report, utilizando-se o método de Permacultura Social para interagir com a comunidade e respeitando os termos da constitução da cooperativa. Todos esses documentos podem ser encontrados no link abaixo para análise: